A Flor – Robert Creeley #umpoemapordia

Creio que cultivo tensões
como flores
num bosque onde
ninguém vai.

Cada ferida é perfeita,
fecha-se em si mesma num minúsculo
botão imperceptível,
fazendo dor.

A dor é uma flor como aquela
como este,
como aquele,
como esta.

I think I grow tensions
like flowers
in a wood where
nobody goes.

Each wound is perfect,
encloses itself in a tiny
imperceptible blossom,
making pain.

Pain is a flower like that one,
like this one,
like that one,
like this one.

(Tradução: Vanderley Mendonça)

Robert Creely é um poeta e professor universitário americano, integrante da geração conhecida como ‘poetas da Black Mountain’ (anos 1950 e 1960) e também da Geração Beat. Privilegia em seus versos a percepção das coisas e os ritmos da fala. Sua poesia é minimalista, lacônica, direta. Seu primeiro livro, For Love – Poems 1950-1960, foi publicado em 1962.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em poesia e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s