Arquivo do autor:jhcordeiro

Somos seres múltiplos (entrevista com Jonathan Franzen)

“Quando o discurso se torna polarizado, e na internet isso acontece rapidamente, não é permitido ter duas opiniões sobre a mesma coisa. Você precisa ter uma única opinião. Há uma simplificação radical online, que é parte da polarização. Isso vai … Continuar lendo

Publicado em comportamento, internet | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

O Quarto Branco – Charles Simic #umpoemapordia

O óbvio é difícil de provar. Muitos preferem o oculto. Eu também preferia. Eu escutava as árvores. Elas guardavam um segredo que estavam prestes a me revelar — e não o fizeram. Veio o verão. Cada árvore de minha rua … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A lua, quando ela roda

Rotação completa da lua vista do Lunar Reconnaissance Orbiter, satélite da Nasa.

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O mundo estava no rosto da amada – Rainer Maria Rilke #umpoemapordia

O mundo estava no rosto da amada – e logo converteu-se em nada, em mundo fora do alcance, mundo-além. Por que não o bebi quando o encontrei no rosto amado, um mundo à mão, ali, aroma em minha boca, eu … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Mas depois da revolução…

Manifesto (2015) – Jules Rosefeldt

Publicado em civilização, poesia | Marcado com | Deixe um comentário

Face a Face – Cacaso #umpoemapordia

São as trapaças da sorte são as graças da paixão pra se combinar comigo tem que ter opinião Morena quando repenso no nosso sonho fagueiro o céu estava tão denso inferno tão passageiro uma certeza me nasce e abole todo … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário

Anfiguri – Vinicius de Moraes #umpoemapordia

Aquilo que eu ouso Não é o que quero Eu quero o repouso Do que não espero. Não quero o que tenho Pelo que custou Não sei de onde venho Sei para onde vou. Homem, sou a fera Poeta, sou … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário