Arquivo do autor:jhcordeiro

Acordai – José Gomes Ferreira

Acordaiacordaihomens que dormisa embalar a dordos silêncios visvinde no clamordas almas virisarrancar a florque dorme na raíz Acordaiacordairaios e tufõesque dormis no are nas multidõesvinde incendiarde astros e cançõesas pedras do maro mundo e os corações Acordaiacendeide almas e de … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , | Deixe um comentário

Voodoo Chile – All Them Witches

All Them Witches recria clássico de Electric Ladyland, do Hendrix. Continuar lendo

Publicado em musica | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Um discurso histórico na premiação do Oscar 2020

Joaquin Phoenix e Rooney Mara comem um hamburguer vegano após a cerimônia do Oscar 2020 em que o ator foi premiado com o Oscar de melhor ator pelo filme Coringa. Continuar lendo

Publicado em filmes, fotografia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O Que É – Erich Fried

É um absurdo diz a razão É o que é diz o amor É azar diz o cálculo É só dor diz o medo É desespero diz a inteligência É o que é diz o amor É ridículo diz o … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Impressões do Teatro – Wislawa Szymborska #umpoemapordia

Para mim, o mais importante na tragédia é o sexto ato: o ressuscitar dos mortos das cenas de batalha, o ajeitar das perucas e dos trajes, a faca arrancada do peito, a corda tirada do pescoço, o perfilar-se entre os … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Inferno dos vivos – Italo Calvino

– O inferno dos vivos não é algo que será; se existe, é aquele que já está aqui, o inferno no qual vivemos todos os dias, que formamos estando juntos. Existem duas maneiras de não sofrer. A primeira é fácil … Continuar lendo

Publicado em livros | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Minhas 7 Quedas – Paulo Leminski #umpoemapordia

minha primeira queda não abriu o pára-quedas daí passei feito uma pedra pra minha segunda queda da segunda à terceira queda foi um pulo que é uma seda nisso uma quinta queda pega a quarta e arremeda na sexta continuei … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , , | Deixe um comentário