Mergulhe enquanto é tempo

“Não é tarefa fácil amar alguém. É preciso ter uma energia, uma generosidade, uma cegueira… Há até um momento, bem no início, em que é preciso saltar por cima de um precipício: se refletimos, não o fazemos.”
Sartre, em A Náusea (1938)
Foto: Devant Chez Mestre (1947) – Willy Ronis
Anúncios
Esse post foi publicado em filosofia, fotografia, Sem categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s