Arquivo da tag: João Cabral de Melo Neto

A Carlos Drummond de Andrade – João Cabral de Melo Neto #umpoemapordia

Não há guarda-chuva contra o poema subindo de regiões onde tudo é surpresa como uma flor mesmo num canteiro. Não há guarda-chuva contra o amor que mastiga e cospe como qualquer boca, que tritura como um desastre. Não há guarda-chuva … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , | Deixe um comentário

Uma Faca Só Lâmina – João Cabral de Melo Neto #umpoemapordia

Assim como uma bala enterrada no corpo, fazendo mais espesso um dos lados do morto; assim como uma bala do chumbo mais pesado, no músculo de um homem pesando-o mais de um lado; qual bala que tivesse um vivo mecanismo, … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , , | Deixe um comentário