Vale – Lara Amaral #umpoemapordia

A rede presa entre dois morros

uma altura que não meço em palmos

balanço com pés e cabeça pendurados

equilibrando o frio tenso no estômago
meus cabelos não alcançam o chão

são os cílios que varrem a vegetação
quero dormir ali e ter daqueles sonhos

de vertigem em que se cai da cama

como quem cai no precipício.

laraamaralLarissa Amaral Teixeira – ou Lara Amaral – nasceu em Brasília em 1986, é jornalista, poeta e contista. Tem poemas publicados na coletânea “Maria Clara: universos femininos” (Editora: LivroPronto). Publica no espaço virtual: http://laramaral-teatrodavida.blogspot.com/.

Anúncios
Esse post foi publicado em poesia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s