Porta-joias – Alice Sant’Anna #umpoemapordia

nessa noite, digo, em quase todas
tenho um sonho horrível
como se acordasse
fosse até a pia do banheiro
lavasse o rosto
e ao enfrentar-me ali
de cabelos revoltos
os dentes cairiam um por um
dominós em série
tentaria em vão segurar as pequenas
peças com as mãos
malabaristas, desastradas
que não conseguiriam deter
a porcelana
sugada com força total pelo ralo
meus dentes pelo ralo, os brincos
de marfim que vovó
separou pra mim

aliceAlice Sant’Anna nasceu no Rio de Janeiro em 1988 e escreve poesia desde os 16 anos. É colaboradora da revista Serrote, publicada pelo Instituto Moreira Salles. Seu primeiro livro, Dobradura, foi lançado em 2008. Tem outros dois: Pingue-pongue (2012) e Rabo de Baleia (2013).

Anúncios
Esse post foi publicado em livros, poesia e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s