Arquivo da tag: Nuno Júdice

Requiem por Muitos Maios – Nuno Júdice

Conheci tipos que viveram muito. Estão mortos, quase todos: de suicídio, de cansaço. de álcool, da obrigação de viver que os consumia. Que ficou das suas vidas? Que mulheres os lembram com a nostalgia de um abraço? Que amigos falam … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , | Deixe um comentário