Arquivo da tag: Manoel de Barros

Fragmentos

Eu sou meu estandarte pessoal. Preciso do desperdício das palavras para conter-me. O meu vazio é cheio de inerências. Sou muito comum com pedras. …………………………………… (O que está longe de mim é preclaro ou escuro?) (…) Ando muito completo de … Continuar lendo

Publicado em poesia | Marcado com , | Deixe um comentário