E o Papa Francisco visita terra da poeta Safo, que a Igreja da Idade Média baniu

safoE o papa Francisco foi à ilha de Lesbos, na Grecia, terra da poeta Safo (anos 600, a.C.), devota de Afrodite e décima musa, segundo Platão. Autora de poemas de elegia à beleza, mas também que colocavam a mulher no centro da vida política, social e sexual da ilha. E lider feminista que se dedicou à liberdade da mulher. Na Idade Média, seus textos foram considerados eróticos e hereges, e boa parte foi destruída. Restaram apenas fragmentos.

“Não me cante canções do dia, pois o sol é inimigo dos amantes. Cante as sombras e a escuridão, cante as lembranças da meia-noite.”

“Safo é o meu nome, e destaquei entre as mulheres,
com minha poesia tanto como Homero entre os homens.”

“Eros sacudiu minhas entranhas
como um vento abatendo- me no monte
sobre os carvalhos.”

Anúncios
Esse post foi publicado em poesia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s