A alquimia do texto literário

“Todo livro que permite a um leitor relacionar-se com ele postula uma questão moral. Ou melhor: se um leitor é capaz de ir além da superfície de determinado texto, tal leitor pode extrair de suas profundezas uma questão moral, mesmo que essa questão não tenha sido formulada pelo escritor com muitas palavras, pois sua presença implícita desperta no leitor, de qualquer modo, uma emoção à flor da pele, um pressentimento ou simplesmente uma lembrança de algo que conhecemos há muito tempo.

Por meio dessa alquimia, todo texto literário torna-se, em certo sentido, metafórico.”

chapeleiro(Alberto Manguel, ensaísta e escritor argentino, em À Mesa com o Chapeleiro Maluco – ensaios sobre corvos e escrivaninhas – ed. Companhia das Letras)

Anúncios
Esse post foi publicado em livros e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s