Sombra a sombra – Paul Auster #umpoemapordia

Contra a fachada do crepúsculo:
sombras, fogo e silêncio.
Nem mesmo o silêncio, mas seu fogo –
a sombra
que projeta uma respiração.

Por penetrar o silêncio deste muro,
tenho de me deixar para trás.

paul(do livro [todos os poemas], do escritor americano Paul Auster, fã de literatura francesa e tradutor de obras de Mallarmé, Breton e Sartre. Seus textos têm forte influência do cinema americano. Mais conhecido pela Trilogia de Nova York, composta pelos livros Cidade de Vidro, Fantasmas e O Quarto Fechado à Chave, num estilo de suspense-policial que usa uma técnica narrativa conhecida como ‘caixa chinesa‘, ou boneca matrioshka, que tem uma história dentro da outra.)

Anúncios
Esse post foi publicado em poesia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s