Idade crepuscular + niilismo (Turgueniev)

“(…) entrava naquela idade crepuscular e agitada, de insatisfação e esperanças mortas, idade em que se sente que a mocidade passou e a velhice não chegou ainda.”

“O lugar insignificante que ocupo é tão minúsculo em comparação com o resto do espaço em que não estou e onde não se importam comigo. A parcela de tempo que hei de viver é tão ridícula em face da eternidade, onde nunca estive e nunca estarei… Neste átomo, neste ponto matemático, o sangue circula, o cérebro trabalha e quer alguma coisa… Que estupidez! Que inutilidade!”

Turgueniev(trechos do livro Pais e Filhos, de Ivan Turgueniev, publicado em 1862. Foi a primeira obra da literatura a ter um personagem niilista (Bazárov), um jovem intelectual materialista que nega o amor, a arte, a religião e a tradição, acreditando apenas em verdades cientificamente comprovadas pela experiência. O personagem teria sido inspirado num médico que o escritor conheceu pessoalmente. Publiquei em 2010 um post sobre a vida e a obra de Turgueniev.)

Anúncios
Esse post foi publicado em livros e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s