Zen passado – parte 1: A Notícia

523589_423090294392772_1468907787_n

A memória nem sempre é uma boa conselheira. Bom ter isso em mente sempre que me meto a escarafunchar o passado. Nem tudo que vem é resposta. Confiar nas lembranças geralmente dá merda. Vai por mim.

O celular tá chamando. Toquezinho chato pracaralho. Por que escolhi logo esse? Acho que errei na hora de salvar, tentando por aquele som que ouvi ontem no bar do Pedrão. Roquenrol, cara, nada melhor pr’um toque de celular. E pra agitar um boteco. Aquela mina pirou no balcão. Todo mundo se ligou nela. Era gostosa e gatinha. E filha do dono do bar.

Essa bosta de bip escroto não para. Deve ser o melhor que há no mercado de toques pra acordar um sujeito. Ok, talvez justamente por isso eu tenha escolhido. Tenho perdido a hora mais do que devia. Música como toque nunca é um bom negócio, se mistura fácil no sonho. Vira show, sala de espera, rádio do carro, você pagando de rock star, ouvindo um som em casa, qualquer coisa. E não dá vontade de acordar. Com essa porra de bip dos infernos é diferente.

Não sei há quanto tempo está tocando. Estou tão acostumado a misturar sons nos sonhos que me vi num puta corredor gigante, o alarme contra incêndio disparado… Várias portas de emergência, todas trancadas. E o alarme lá pipipipi pipipipi pipipipi enchendo o saco. Já tava puto com o sonho e numas de acordar mesmo. Mas algo me divertia naquela incessante sequências de portas fechadas, e eu sempre tentava mais uma, só mais uma. E nada.

O bip dos infernos venceu. É realmente o celular.

– Alô…

– Opa, e aí, cara! Dormindo ainda?

– Não mais… qual é a boa?

– A parada rolou. Tá pronto?

– Pronto, pronto não tô… o que tenho que fazer?

– Acordar seria um bom começo. Te ligo em 5.

Ok. A parada rolou. E agora? Levanta, porra! Beleza, pagar 3 de 10, abrir a janela, esticar até o teto e tomar um banho pra despertar de vez. Arrãm… faço isso já já, em 5…

pipipipi pipipipi pipipipi

– E aí, cara? Bora?

– Deixa eu tomar um banho…

– Porra, tu ainda nao tá pronto? Caralho. Vou passar em 10.

– Beleza

Uma boa espreguiçada, como os felinos ensinam, coloca tudo no lugar. Ou quase tudo. Mas tá de bom tamanho. Perto do que venho fazendo ultimamente, foi exercício até demais. Tenho que comprar cigarros. Cadê aquele de ontem, não fumei inteiro… Mila ligou. Nem ouvi. Seria bom se tivesse vindo ontem, tava a fim. Mas precisava dormir. Preciso estar inteiro hoje, demonstrar algum interesse, ficar desperto – e esperto. O cara já me pôs em umas furadas foda, mas desta vez sinto que vai rolar.

Esquece o banho. Cadê meu tênis?

(A íntegra, aqui)

Anúncios
Esse post foi publicado em Zen passado e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s