Os novos fora-da-lei

Sempre que alguém vier com o papinho de que a juventude de hoje é alienada, passiva, rebelde sem causa, ativista de sofá ou coisa parecida, peça pra dar uma olhadinha nesse filme, Just Do It, de Emily James, que ficou mais de um ano em meio a grupos ativistas ambientais participando e documentando suas atividades. É inspirador. É revelador. É desmistificador. A juventude não está paralisada. Ela estava nas ruas do Cairo, de Tripoli, de Damasco, Atenas, Madri, Paris, Londres – procure os vídeos dos protestos colocaram em xeque o sistema político-econômico desses países em agregadores como Youtube, DailyMotion ou outro qualquer. E também na internet, muito além das piadinhas, memes idiotas e trollagem estéreis. A internet é a extensão digital da rua, não o seu oposto – é curioso como muitos ainda insistem nesse erro básico.

Just Do It é ação direta na veia! Fez sua estreia mundial em junho passado no The Sheffield Doc/Fest, na Inglaterra. E sua estreia comercial é a partir de amanhã, nos cinemas ingleses. No Brasil? Provavelmente só em DVD ou em algum festival. Mas sempre temos a internet, né mesmo? 😉

Dá gosto de ver essa galera em ação, se recusando a ficar sentado no sofá com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar. Afinal, se é para morrer, que seja com as botas calçadas!

Nesta entrevista em vídeo para o jornal inglês The Guardian, a diretora Emily James fala um pouco da produção do filme e os perigos do “crowdfunding” (financiamento colaborativo de um projeto), entre outros assuntos.

Anúncios
Esse post foi publicado em politica. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Os novos fora-da-lei

  1. Acho que quem fala assim é daquele tipo de pessoa que romantiza o passado, e fica achando q a época em que vive é pior.
    Como se fosse o novo filme do WOody Allen, “MEia noite em Paris”.

  2. Valtamir disse:

    Eu até acho que alguns, alguns veja bem fazem alguma coisa, fora do Brasil não é? Eu conheço muitas pessoas, muitas, e não vvejo este ativismo além de atrás da tela do Pc aqui no Brasil não…

  3. Anônimo disse:

    no brasil o ativismo é meio oportunista e sonso até, as vezes. Emblemático da nossa histórica falha na educação…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s