Primeiro como tragédia, depois como farsa

Uma pequena e brilhate animação baseada nas palavras do filósofo esloveno Slavoj Zizek sobre as implicações éticas da caridade.

E Peter Wilby publicou excelente artigo no The Guardian sobre a notícia de que 40 bilionários americanos decidiram doar metade de suas fortunas para caridade. Se eles querem mesmo um mundo melhor, diz Wilby, que paguem então salários e impostos justos.

Doar fortunas e manter tudo como está é cinismo demais…

Anúncios
Esse post foi publicado em filosofia. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Primeiro como tragédia, depois como farsa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s