Vitória de Pirro no STF?

O julgamento no Supremo Tribunal Federal ainda não acabou, porque o ministro Marco Aurélio Mello quer analisar melhor a questão, mas o resultado já tá definido: a demarcação da reserva indígena na Serra Raposa do Sol, em Roraima, respeitará a Constituição brasileira e será contínua. Os arrozeiros – muitos deles políticos, grileiros e afins – terão que sair. A decisão, que é mas não é ainda, acirrou os ânimos entre invasores e índios. Os primeiros dizem que não vão sair agora, que a Funai tem que rever o valor das indenizações, que o tempo lhes favorece e que eles não vão ser escurrachados de lá pelo governo. Já os índios e ONGs não gostaram do adiamento da decisão final, pedem mais segurança ao governo e, em alguns casos como no do Greenpeace, consideram que o resultado fere os direitos indígenas, porque tira dos índios a prerrogativa de serem consultados sobre as ações do governo na região.

Eu particularmente acho até que, se os índios quiserem declarar independência de seu território, se declararem jupiterianos ou descendentes dos atlântis, é justo, Isso num mundo ideal, claro. Mas sei das implicâncias geopolíticas de tal ato e que muitos países foram à guerra para evitar esse tipo de cisão. Por que não, então, trabalhar com eles, respeitar suas necessidades locais e desenvolver uma espécie de PAC indígena, em parceria? Melhor do que colocá-los em constante estado de suspeição e assim cinicamente negar-lhes o que é seu de direito, não?

Quando o caso é de farinha pouca, cada um tenta cuidar do seu pirão, e é até compreensível (nem sempre justificável…). Mas lá tem terra pra caramba – e de mais a mais os invasores são os arrozeiros e a Constituição brasileira diz que os índios têm razão. Então, qual o motivo de tanta confusão? Vão plantar arroz noutro lugar!

EM TEMPO: Também nesta quarta-feira, o líder sindical e ecologista Chico Mendes foi anistiado pelo governo Lula. A família dele receberá pouco mais de R$ 330 mil de indenização pela perseguição sofrida na ditadura militar e mais uma pensão mensal de R$ 3 mil.

É o preço do autoritarismo, que normalmente se paga em tempos democráticos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Meio Ambiente. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Vitória de Pirro no STF?

  1. fabricio disse:

    impressionante como as pessoas que estão no poder tentam se proteger para, cada vez mais, extrair o máximo. sempre levando às últimas instâncias, mesmo sabendo que sua causa não se sustenta. como no caso dos arroeiros.
    sempre muito informativo esse espaço.
    valeu jorgê
    fabrício

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s