Agência posta foto da equipe e escancara falta de diversidade na publicidade (repost)

O texto e a foto abaixo foram publicados hoje num site X por uma pessoa Y (não publico os nomes porque não sei se estão sendo ou podem ser processados e tal) para discutir a falta de diversidade no meio publicitário. Estava gerando uma boa discussão quando de repente a publicação sumiu, foi retirada do ar. Hmmm, estranho não. Enfim, de qualquer forma, um colega me enviou uma copia e resolvi republicar porque é um assunto que precisamos discutir e muito.

(e vendo essa foto, agora entendo porque as peças publicitárias brasileiras têm mais ruivos do que na Irlanda… )

captura-de-tela-2016-12-16-as-15-56-48

Sabe, passei muito tempo vendo a imagem da equipe da agência de publicidade F/Nazca e pensei: os caras realmente não conseguem enxergar o óbvio. Postada no dia 5 de dezembro, a foto celebra o título de agência com os clientes mais satisfeitos do mercado brasileiro. A grande equipe retratada não traz, aparentemente, nenhum negro entre a centenas de funcionários e isso é um retrato bastante fiel das agências do país.

Para quem não sabe, a F/Nazca é uma das maiores agências de publicidade do Brasil e cuida de contas de empresas gigantescas como Ambev (Skol e Guaraná Antártica) e Sadia. Entre prêmios e campanhas de grande alcance não há como se negar a importância e qualidade da agência, porem diante da imagem é difícil defender.

Agora, porque ninguém fala sobre isso? Simples, não há espaço para falar sobre isso. Quando se trabalha com publicidade o mercado é muito restrito, e eu mesmo, assinando esse texto, corro sérios riscos de nunca mais conseguir fazer trabalhos com a agência, algo que já fiz algumas vezes.

Temos um medo constante de criticar, interna ou publicamente os nossos locais de trabalho e com isso seguimos coniventes com um sistema completamente racista e machista. Não é possível afirmar com certeza, mas posso dizer que há uma grande chance da maioria das mulheres da imagem serem da área comercial ou de atendimento. Sim, ainda existem cargos majoritariamente masculinos e femininos dentro das agências e no caso delas o foco são as funções onde é preciso ser “bela, recatada e do lar”.

O recente caso da Alezzia Móveis é mais um dos muitos casos onde o machismo, sexismos e o racismo impera na publicidade e quando olhamos para a foto da F/Nazca conseguimos entender um pouco mais o porquê.

Anúncios
Esse post foi publicado em boca no trombone, comportamento e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s