Jornalismo não morreu, só está se transformando – como todo o resto

tecla

Boa pensata do meu amigo Calazans sobre o status quo da profissão e o clima de barata-voa que tomou conta dos ‘coleguinhas’. Durante a leitura do texto, me ocorreu que a profissão de jornalista está virando tanta coisa que me surpreende que o pessoal se desespere tanto. Ser demitido todo mundo é uma hora ou outra na vida profissional. Assim, a palavra “jornalista” vai se esfarelando, fazendo cada vez menos sentido ‘per se’ – ainda que eu me identifique como tal porque, convenhamos, ser chamado de ‘comunicólogo’, ‘editor de mídia social’ ou ‘comunicador’ não dá, né?

O futuro a gente faz hoje, sempre foi assim e com o jornalismo não é diferente. Tem que deixar o ‪#‎mimimi‬ de lado e ir à caça, como todo mundo. Trampo tem, só não é mais igual ao que a gente estava acostumado… Eu já tô com 4.7 e já me reinventei umas 10 vezes. Não sou exemplo de sucesso na profissão, é certo, mas não vou desistir nem ficar choramingando na beira da estrada. Jacaré que bobeia vira bolsa de madame.

Anúncios
Esse post foi publicado em imprensa e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s