O jazz árabe de Ibrahim Maalouf

Ibrahim Maalouf é um trompetista franco-libanês, que conheci navegando pelo blip.fm – sim, eu ainda uso. O primeiro som que escutei dele foi esse Nomade Slang e fui arrebatado sem dó nem piedade. Lembrei do Bocato, trombonista paulista que mistura jazz, rock e sonoridades brasileiras com maestria. Maalouf vai um pouco além, adicionando a eletrônica, hip-hop, cancionetas francesas e inúmeras influências árabes.

maalouf Ele lançou disco novo no último dia 18 de novembro, em parceria com Oxmo Puccino, cantor de hip hop do Mali. A música só tem a ganhar nessas parcerias Europa-África-Oriente Médio. Sinto falta de algo semelhante aqui no Brasil, com nossos artistas descobrindo e sendo descobertos por argentinos, peruanos, venezuelanos, paraguaios. Mas ainda preferimos ficar arrogantemente de costas pra América do Sul…

Voltando ao Ibrahim. Ele tem seis discos. O primeiro (Diasporas, de 2007) e o penúltimo (Illusions, de 2013), são os meus preferidos. O cara, além de músico, é arranjador, professor de improvisação e toca um trompete pra lá de especial, literalmente falando: foi inventado nos anos 60 pelo pai, também trompetista, para tocar escalas árabes. Toca o trompete ‘micro-tonal’ desde pequeno (9 anos), quando acompanhava o pai em shows pela Europa e Oriente Médio, tocando um repertório barroco (Vivaldi, Purcell, Albinoni, etc). Sua carreira profissional começou propriamente dita após apresentação com uma orquestra de câmara, em que interpretou o Concerto de Brandenburgo, de Johann Sebastian Bach. Ele tinha 15 anos.

Anúncios
Esse post foi publicado em musica e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s