Resenha: Safo, poetisa grega

Falando em Literatura...

Safo foi uma poetisa grega que nasceu na ilha de Lesbos, possivelmente em Mitilene, no final do século VII a. C., portanto, uma das escritoras mais antigas da humanidade.  Platão, dois séculos depois, referiu-se a ela como “a décima musa”. A poetisa é uma figura enigmática, não se conhece muito sobre ela, sua história é uma colcha de retalhos, como a sua obra fragmentada. Safo pertencia a uma sociedade chamada “thiasos”, onde as mulheres eram preparadas para casar. Ela era professora de poesia, fundou uma escola de literatura, suas discípulas apaixonavam- se por ela. De acordo com seus poemas (totalmente autobiográficos), a escritora mantinha relações com as alunas, daí surgiu a expressão “lésbica” para as mulheres homossexuais, por causa do local onde a poetisa morava. A poesia de Safo comprova que a homossexualidade realmente é muito antiga e aceitada na Antiguidade. E, possivelmente, a palavra pejorativa “safado(a)” tenha origem em Safo. Há quem acredite que a origem seja árabe…

Ver o post original 607 mais palavras

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s