Qual o limite para a fotografia de rua?

Mulher num bazar em Teerã (Irã)

(foto que fiz num bazar em Teerã, no Irã, em 2010. Por falar nisso, já visitou meu Flickr?)

Boa discussão: qual o limite para a fotografia de rua? O autor do blog Still Thrill joga luz no assunto partindo de premissas da filosofia utilitarista de John Stuart Mill, e lista 4 situações que devem ser evitadas a todo custo:

– Fotografar mesmo quando alguém pede para que você pare
– Fotografar por baixo das saias de mulheres
– Fotografar momentos indiscretos
– Fotografar alguém que precisa de ajuda, em vez de ajudar

Talvez a questão do ‘momento indiscreto’ seja relativa demais para ser encaixada nessa lista, mas no geral, é uma boa relação para se ter em mente quando se vai à rua fotografar pessoas – comuns ou celebridades.

Anúncios
Esse post foi publicado em filosofia, fotografia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s