Lemmy, o filme

Se tem um cara que é sinônimo de roquenrol é o Lemmy, vocalista e baixista do Motörhead. Já foi roadie do Jimmy Hendrix (o bicho tem mais de 60) e continua na estrada, tocando seu Rickenbacker e cantando com o microfone acima da cabeça, virado para baixo (dizem que é para deixar a voz ainda mais rouca). Sua dedicação canina ao roquenrol parece estar bem representada nesse documentário sobre sua vida e obra – veja aqui a página especial do filme. Quando será que chega por aqui, heim?

Fui apenas uma vez num show do Motörhead, em São Paulo (se não me engano no Credicard Hall, em 2001), e sai tonto de tanto bater a cabeça. Mas quem consegue ficar parado ao som de Overkill ou Stone Dead Forever? Ou deixar de fazer air guitar durante One Track Mind? Confere só:

Anúncios
Esse post foi publicado em musica. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Lemmy, o filme

  1. Cadu Cortez disse:

    Overkill é um dos maiores clássicos do rockenrol.
    Lembro de ir a galeria do Rock com 14 anos e solar “One track MInd”. Sensacional.
    Bom pa..ca..ra..le..o

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s