O Milagre de Santa Luzia

Se tem um instrumento que é pra lá de versátil, é a sanfona. Seja no forró, tango, música gaúcha, música francesa, ela consegue ir da melancolia à euforia sem muito esforço. Sempre fiquei fascinado pelo som desse instrumento e pela forma como os tocadores parecem deslizar despreocupados por todas aquelas teclas e botões – sem falar no incessante estica-puxa, que nem sempre parece fazer sentido. Por isso estou louco pra ver o filme O Milagre de Santa Luzia (direção, roteiro e montagem de Sérgio Roizenblit), que viaja o Brasil de norte a sul para contar a história da sanfona e de seus principais nomes.

Dominguinhos é o mestre de cerimônias desse documentário que fez sua estréia no cinema no dia 28 de agosto (mas aqui em Brasília, nada até agora… 😦 ). Se preferir, confira abaixo alguns trechos que já estão no youtube, disponibilizados pelo próprio pessoal da produção.

O trailer:

Um dos trechos mais divertidos, em que um sanfoneiro explica como salvou sua vida tocando New York, New York num forró arretado na Paraíba!

Outros trechos do filme podem ser vistos aqui.

Esse post foi publicado em musica. Bookmark o link permanente.

4 respostas para O Milagre de Santa Luzia

  1. Maitê disse:

    O filme é imperdível, tem que ser visto por todos. Tomara que chegue logo por aí..

  2. André Azenha disse:

    Brasil realiza maior feira musical da América Latina

    Feira Música Brasil 2009 é organizada pelas principais entidades brasileiras
    do ramo musical junto com a Funarte/MinC

    Em dezembro, Recife será a capital da música brasileira. Entre os dias 9 e 13, na capital pernambucana, artistas e empresários do ramo terão suas atenções voltadas para a segunda edição da Feira Música Brasil.

    A Feira Música Brasil 2009 terá como tema “Música Tocando Negócios”, com o objetivo de atender tanto os artistas quanto os empresários do setor. Profissionais do segmento terão a chance de participar de rodadas de negócios, painéis de debate, estandes de exposição e grandes shows.

    “A música brasileira tem papel fundamental na economia do país. Mas até hoje não foi criada uma forma de medir a sua importância. Dados não oficiais conferem ao setor 6% do PIB nacional. Nada mais natural, então, que, na Feira, onde estarão reunidos artistas e empresários, possamos dar o pontapé inicial para que as atividades relacionadas à música no Brasil finalmente sejam regulamentadas”, explica o Diretor Executivo da Feira Música Brasil 2009, Carlos Tabakof, experiente executivo e empresário que acaba de retornar ao Brasil, depois de mais de uma década de atuação no mercado dos Estados Unidos nas principais gravadoras, companhias de mídia e empresariamento artístico.

    Além de artistas consagrados, que farão shows durante os cinco dias do evento, músicos que ainda buscam se firmar nesse concorrido mercado terão a chance de mostrar seus trabalhos. Para tanto, devem fazer o download do Edital no site http://www.feiramusicabrasil.com.br e se inscrever até o dia 8 de outubro de 2009.

    Entre os inscritos, serão selecionados 24 artistas nacionais para a realização de shows no evento. “Trata-se de uma grande oportunidade para essas bandas, não somente por terem a chance de tocar para milhares pessoas, mas também porque estarão em contato direto com empresários musicais, com possibilidade de conseguir o tão sonhado contrato”, diz Tabakof.

    Para Cacá Machado, diretor do Centro de Música da Funarte, a realização da Feira Música Brasil 2009 acontece num momento extremamente importante para o meio musical brasileiro. “A Feira Música Brasil 2009 não só irá alavancar o mercado como negócio, mas também fará com que o Governo e as principais instituições ligadas à música no país olhem para o mesmo horizonte”.

    A Feira Música Brasil 2009 é organizada pela Funarte/MinC em parceria com um Conselho formado pelas seguintes entidades: Associação Brasileira dos Empresários Artísticos (Abeart), Associação Brasileira da Música Independente (ABMI), Associação Brasileira dos Produtores de Disco (ABPD), Associação Brasileira de Festivais Independentes (ABRAFIN), Associação Brasileira dos Editores de Música (ABEM), Associação Brasileira de Editoras Reunidas (ABER), Associação Brasileira das Rádios Públicas do Brasil (Arpub) e o Fórum Nacional da Música (FNM).

    André Azenha
    andre@bluecomunicacao.com
    Telefone: 55 11 2532-8194

  3. André disse:

    oba! obrigado Jorge!
    meu ídolo!

  4. Josias Calado disse:

    Eu tenho pesquisado a vida desses estranhos e extraordinários compositores e gostaria de dizer que na Amazônia existe uma nova música circulando que foi criada por eles.
    Esta nova música é bastante revolucionária e veio à tona na virada do milênio. Dizem que foi em dezembro de 1999, eu não sei precisar o dia mas parece que foi no dia 23 de dezembro.Trata-se de uma forma diferente de abordar as linguagens sonoras vocalizadas pelos animais e de extrair os sons das estruturas de todas as coisas que existem.
    Os autores dessa nova escola musical é o compositor pesquisador e violonista Albery Albuquerque e seu filho Thiago Albuquerque também músico-pesquisador. Albery é um músico já muito respeitado na nossa região norte e no mundo. Como sempre o Brasil é o único e o primeiro a fazer questão de propositalmente desconhecer seus verdadeiros iluminados. Procurem os Cd’s Timbres da Natureza Amazônica – Música Experimental(duplo). Timbres da Natureza Amazônica – Fonte de Clavenários (simples). Amazônia Verde Fauna – Os Códigos Músicais do Sabiá de Belém (como Pensar e Fazer Música Sabiá-na-mente) Duplo, e o Som da Mata (uma coletânea de Músicas Vivas da Floresta), e o livro e Cd (kit) Música Psicofísica – A Ciência da Arte Aplicada a Arte da Ciência – Método Básico.
    Aí meu nego, nesse Cd’s, e nesse kit, é que está contado o pulo do gato dessa nova música.
    Corre um boato por aqui, que alguns nasceriam aqui nessa região, com o único propósito de ajudar na manutenção e na salvação da natureza planetária.
    Enquanto na América do Norte, tem um obscuro Marily Manson destroçando tudo e pregando a podridão (do atual sistema vigente), assim como tantos e tantos outros. Existem aqui na América do Sul, aqueles que quebram as forças daqueles que querem quebrar tudo. Eu dou apenas alguns meses para que Albery Albuquerque chegue onde é necessário ele chegar, para que essa nova música amazônica tome conta de tudo, e dê um chega pra lá nessas podridões visuais e musicais. Tudo bem, são trabalhos musicais e visuais, mas para mim, já estão tão cansativos (tem anos e anos que eles fazem a mesma coisa – barulho e imagens de depressão) que eu acho que já é chegada a hora dessas paralisias artísticas e peraltices do barulho se aposentarem e saírem de sena, pois não passam de um grande circo-cemitério.
    Me disseram que uma vez Albery de Albuquerque disse, que “basta um berro de guariba, nas caixas, para que as guitarras do rock, passem a ser um monte de miadinhos de gatos. .. “ Imaginem então um esturro de onça, o que não faria com as guitarras do rock.
    Só que ele acrescentou que “a Música Viva da Floresta não se resolve pelo barulho, mas sim pela arte da vida e pela vida da arte – no belo e no espiritual sagrado”.
    Quem será esse Albery? As vezes eu fico me perguntando. Por que ele? Como ele tem essas asas, essas propostas tão estarrecedoras? De onde ele tira todas essas idéias completamente inusitadas que a primeira vista parecem birutice? E como ele consegue pô-las em prática? Pois não é o bastante ter idéias revolucionárias, mas comprová-las realizando-as é que é o negócio meu nego.
    Dizem que ele desenvolve suas pesquisas a mais de 30 anos, também não e pra menos.
    Parece que ele às vezes olha o mundo através de uma consciência superior, só pode ser, pois o cara é estranho mesmo, é naturalmente diferente.
    Dizem também que ele toca 20 notas por segundo, e que já mediram isso no computador, embora eu não acredite nisso, porque nunca tive a chance de vê-lo tocar, o que é muito difícil, muito difícil mesmo, mas quem já o viu tocar ficou maravilhado não só com a sua destreza mas também com a autoridade com que ele pega e toca o seu instrumento (violão). Dizem que é mais fácil ouvir o Uirapuru cantar do que ver e ouvir o Albery tocar. Como eu não sei medir através do computador, quantas notas um músico pode executar por segundo, fico devendo essa.
    Falam também que ele já criou ou esta criando certos instrumentos musicais vivos, o que eu não sei explicar também. Não sei o que são esses instrumentos, pois não entendi nada sobre isso.
    Fico estarrecido com as propostas de seus trabalhos. Algumas Universidades estão já tendo mestrados baseados em suas idéias, como é o caso de uma das Universidades de Londres. Parece que o currículo do cara é bem evoluído. Tem muita coisa acontecendo já no mundo, parece que ele veio para desbancar muita gente, ou virá só para ocupar o seu espaço? Essa é uma pergunta muito difícil de responder, a revolução criada por eles, é uma rocha, de profundidade filosófica e artística tão revolucionária que chega a combater até as teorias de certos filósofos mundialmente conhecidos e considerados como os papas da filosofia.
    Tem muita coisa estranha nessa cara e muito já está revelado na internet, mas ele não possui nem um sitio, nem uma página, fizeram pra ele recentemente um Myspace. Parece que toda essa morosidade é apenas uma jogada, pois já era pra ele ter despontado, talvez ele esteja esperando o momento certo. Dizem que ele fica reclamando da falta de apoio, mas outros dizem que ele tem carta na manga, e um apoio sobrenatural, e que quando ele vier ocupar o seu lugar, virá apena com um objetivo, o de ajudar a edificar a humanidade. Agora uma coisa que não condiz com ele é que parece que ele é cristão, e já se declarou várias vezes assim, inclusive em seus trabalhos publicados, como seguidor de Jesus e bla bla bla, bla bla bla, bla bla bla.
    Recentemente em Belém (2005) foram lançados pouquíssimos kit’s (livro e Cd) dele e do filho dele, que apresentam uma sabedoria incomum, muito estranho mesmo é esse livro. E o mais impressionante é que esse livro está aí, na cara de todos, e ninguém pode dizer que o conteúdo do misterioso livro seja um conteúdo irreal, na verdade o livro brilhantemente prova tudo o que está nele escrito.
    Alguns dizem que o referido livro foi examinado por doutores da física, matemática, arquitetura, engenharia, música, biologia etc, de várias partes do mundo e que esses que examinaram o livro, ficaram impressionados com o conteúdo do livro, e com a sua exatidão e poder de revelar o que existe nas coisas e que muitas das vezes estão além do nosso alcance comum de percepção e.. .
    A partir desse livro é possível extrair a música de todas as coisas, ou de transformar qualquer música em objetos. Também dizem que é necessário ler o livro varias vezes para entendê-lo melhor, pois a teoria expressa nele é muito complexa, e muito estranha, sendo que ela não é pra todo mundo.
    Outros passam a temer os referidos compositores, pois imaginam mundos e fundos deles, o que ridículo.
    Aqueles que os conhecem de perto dizem que eles são diferentes mas não o bastante para deixarem de ser pessoas comuns.
    Eu até que não sou muito chegado ao cristianismo, mas depois desse cara, eu vou começar a olhar a linha cristã com um pouco mais de observação e respeito.
    A música que eles fazem é imbatível. Procurem ouvir, vcs não se cansarão de ouvi-la, e só isto já seria o bastante, pois é música imortal. Mas além do mais é brasileira é amazônica, é nossa, e destes compositores/escritores e músicos-cientístas temos muito orgulho. Escutem se tiverem coragem, pois nunca mais se desfarão dessa música.

    Josias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s